O sentido de amar

Parte 1 I Parte 2 I Parte 3 I Parte 4 I Parte 5

Cada pessoa tem na sua origem um conjunto de necessidades que são 100% vitais e que diferem de pessoa para pessoa. São únicas, inquebráveis e irrefutáveis. Para puder satisfazê-las de forma assertiva terá primeiro de as conhecer. Elas caracterizam e explicam a pessoa que é – o que procura na vida, os seus valores e o porquê das suas atitudes mais frequentes.

O mesmo se passa com o casal. Cada relação tem na sua origem um conjunto de necessidades 100% vitais que a caracterizam e a tornam única. Para que seja feliz nessa relação, terá de conhecer as suas características e satisfazer as suas necessidades. Para isso, terá primeiro de as (re)conhecer e perceber cada uma delas. Concorda?

E na sua relação atual, sabe como responder às questões abaixo?

  1. Explicar as suas esperanças, sonhos e preocupações;

  2. Entender-se melhor a si e ao seu parceiro;

  3. Melhorar a comunicação na relação;

  4. Identificar os objetivos e as necessidades básicas de cada um;

  5. Tomar consciência das diferenças individuais e saber geri-las na relação;

  6. Compreender o funcionamento do casal;

  7. Identificar os seus recursos pessoais inatos e adquiridos;

  8. Identificar os recursos do casal;

  9. Identificar o que funciona bem na relação;

  10. Facilitar a compreensão e a tolerância perante as diferenças;

  11. Favorecer soluções eficazes;

  12. Alinhar os objetivos individuais com os objetivos comuns;

  13. Seguir em frente, a partir das decepções, mágoas e raiva;

  14. Explorar se ainda há esperança ou não no relacionamento;

  15. Explorar o potencial impacto de um rompimento - positivo e negativo;

  16. Lidar com a perda e saber geri-la, se a sua decisão for a de se separar – facilitar o processo de separação;

  17. Entrar em acordo, curar e seguir em frente, quando se trata de infidelidade;

  18. Melhorar a qualidade de vida do casal;

  19. Trabalhar para o decréscimo da solidão relacional;

  20. Promover o equilíbrio e o bem-estar emocional;

  21. Ficar a conhecer-se melhor a si e conhecerem-se melhor um ao outro.

O amor é um sentimento maduro que se aprende e se constrói.

Um programa de desenvolvimento de casal como o IKouple poderá ajudar a conhecer-se a si e ao outro e a dar-lhe uma perspetiva mais firme e realista da vossa relação.

IKouple é um programa fundamentado no mais recente estudo científico da área das motivações, bem como em testes de avaliação psicológica e técnicas de intervenção nas áreas clínica, de counselling de casal e coaching de casal.

O que não deve esperar do IKouple?

O que você não vai encontrar é:

  1. Conselhos para terminar o seu relacionamento, sem que você tenha chegado a essa conclusão por si mesmo (embora se possa discutir essa opção, especialmente se está num relacionamento abusivo);

  2. Um parecer sobre o seu parceiro em termos de bom ou mau;

  3. Críticas destrutivas sobre comportamentos, ações e opiniões;

  4. Esperar que o profissional possa mudar o seu parceiro.

Saber ser feliz requer vontade, tempo e conhecimento... em primeiro lugar de si próprio. Este processo começa em si e nunca no Outro.

Por isso, seja ativo na procura da sua felicidade.

O SEU IKIGAI sonha, acredita e age consigo!

Para mais informações, veja como nos contactar AQUI.

Imagem I Fotolia

#IKouple #Ikouple