Controlo Emocional - 3 exercícios práticos para desenvolver o Seu!


As pessoas que sabem regular as suas emoções de forma assertiva raramente atacam os outros verbalmente, não tomam decisões apressadas, não usam estereótipos, nem comprometem os seus próprios valores. São flexíveis e assumem um compromisso com a responsabilidade pessoal. A autorregulação emocional é tudo sobre conseguir ter o controlo de si próprio.

Um estudo realizado com estudantes nos Estados Unidos quis perceber o que distingue os alunos que desistem dos seus objetivos quando sentem obstáculos, daqueles que persistem em atingir as suas metas, mesmo perante a frustração e o fracasso. A conclusão deste estudo revela que a diferença não está na competência nem na paciência mas antes na capacidade de manter o controlo. Surpreendido?

Agora, transporte o caso dos estudantes para a sua vida profissional e pessoal. Em qual dos grupos se revê - persistente ou desistente?

Quer melhorar o seu controlo emocional?

Deixamos-lhe três dicas práticas e acessíveis.

1. (Re)Conheça os seus valores. Consegue falar claramente sobre o seu código de ética? Por exemplo, responder as questões como “Quais são os valores mais importantes para mim?” ou “Com o que é que jamais me irei comprometer?” Despenda algum tempo a complementar o seu código de ética porque se souber o que é mais importante para si, então, provavelmente não terá de pensar duas vezes quando for preciso enfrentar uma decisão ética ou moral, e tomar a decisão certa.

2. Responsabilize-se. Se é dos que tende a culpar os outros quando alguma coisa corre mal, pare. Assuma o compromisso de admitir os seus erros e de enfrentar as consequências dos seus atos, sejam elas quais forem. Verá que se começará a sentir melhor consigo mesmo e rapidamente irá ganhar maior respeito dos outros.

3. Treine a sua calma. Manter a calma em situações delicadas é garantir que a sua conduta será a mais justa. O primeiro passo é ter consciência de como é que reage a situações desafiadora. Quais são as suas tendências comportamentais? Só a partir desta consciencialização é que poderá alterar o que quer que seja na sua atuação. Neste ponto, deixamos-lhe duas dicas importantes e complementares, para que mais facilmente consiga chegar a este conhecimento sobre si próprio:

3.1. Avaliação por coaching: Embora existam outros serviços de coaching pessoal, recomendamos-lhe a avaliação IKESTION, exclusiva d’O seu IKIGAI. Assegurada por um profissional certificado, esta avaliação apresenta-lhe de forma bastante clara e objetiva quais são as suas tendências comportamentais, entre muitas outras informações-chave para o seu desenvolvimento pessoal e profissional. Saiba mais aqui.

3.2. Autoavaliação: Da próxima vez que se encontre numa situação delicada, preste especial atenção à forma como reage a ela, ao longo de todo o processo de resolução - ao seu tom de voz, palavras que verbaliza, movimentos faciais, como gesticula as mãos, gestos com a cabeça, e à reação que tudo isso provoca nos outros. Questione-se também como é que normalmente alivia o seu stress. Existem várias técnicas simples para se acalmar como, por exemplo, os exercícios de respiração profunda. Se não conseguir fazê-lo sozinho, pode também pedir orientação a um profissional. Porque não? Nós garantimos-lhe que resulta mesmo! Outra técnica é escrever numa folha todas as emoções negativas que gostaria de verbalizar em alta voz (mas que não deve) e depois rasgá-la ou até mesmo queimá-la. Este ato simbólico costuma aliviar a ansiedade, baixar o nível de stresse e recuperar a calma.

Lidere a sua vida com atitude; o sucesso é o horizonte!

Nós estamos consigo.

O programa IKESTION, exclusivo d’O SEU IKIGAI, é um plano de desenvolvimento individual para adultos, orientado para a resolução de questões centrais da vida de cada um, melhorando assim a performance pessoal e profissional, autoimagem, autonomia e muito mais. Conheça melhor o IKestion e marque já a sua avaliação.

#IKestion