Ensine o sucesso à sua criança


O investimento na educação infantil da sua criança traduz-se num crescimento que dá frutos. Na verdade, esse investimento é uma das maiores heranças, das mais úteis e mais férteis, que lhe vai deixar para a vida. E essa herança com frutos fará marcas profundas na criança de hoje e no adulto de amanhã!

Caberá a si, no papel de educador, escolher que frutos lhe quer deixar - verdes, maduros ou estragados! Por isso, pense as vezes que forem necessárias, antes de relaxar nas escolhas educativas que faz para a sua criança porque um ano de más escolhas na vida de um pequenote pode fazer estragos irreparáveis.

No documento das Orientações para a Educação Pré-escolar, lançado pelo Ministério da Educação, são apresentadas as conclusões de uma investigação sociológica. Uma delas revela que a educação pré-escolar é uma etapa provável de “insucesso escolar precoce em que algumas crianças aprendem que não são tão capazes como as outras.

Esta verdade tem repercussões graves nas suas vidas, não só enquanto estudantes mas também no seu dia-a-dia, enquanto seres humanos.

Outros estudos indicam que as experiências vividas durante a educação pré-escolar, tem reflexos significativamente visíveis a longo prazo, nomeadamente, no processo de socialização, abandono escolar, exclusão social, no controlo de delitos na juventude e idade adulta e em atos de abuso de drogas.

Será possível que uma criança de tão tenra idade possa reunir, no seu curto currículo de vida, experiências de um insucesso tão destrutivo? Sim! Infelizmente, isso é possível e existe.

Sendo que “A educação pré-escolar é a primeira etapa da educação básica no processo da educação ao longo da vida.”, e numa época em que a maioria das crianças passa garnde parte do tempo fora do lar e sem familiares de referência por perto, num estilo de vida urbano intenso, é urgente apostar numa boa estrutura educativa.

Mas por onde começar?

Antes de mais, deve saber que ao longo do desenvolvimento infantil existem períodos chave para a aprendizagem de determinadas competências que a criança deve adquirir. Se essas aquisições não forem feitas nas alturas certas, a criança terá um atraso no seu desenvolvimento. Caso essas falhas desenvolvimentais não sejam graves, a criança poderá vir a contorná-las e, assim, disfarça-las junto dos colegas da mesma idade. Mas quanto esforço adicional isso lhe custará? E fica sempre outra questão: Se tivesse adquirido atempadamente essa(s) competência(s), até onde o mesmo esforço a poderia levar?

Na nossa opinião, deve focar a atenção para a qualidade dos serviços por onde a criança divide o seu tempo diário. Normalmente, são: o lar, o jardim de infância e as atividades extracurriculares.

Na verdade, todas as crianças devem poder beneficiar de um lar autêntico, do acesso a um jardim de infância de qualidade e de complementaridade ao lar, e de programas de educação infantil adaptados e com fundamento, que facilitem as suas aprendizagens.

O lar autêntico. É aquele que, independentemente da estrutura familiar, prepara a sua criança para a vida real, num ambiente de afetos, de segurança e de bem-estar emocional, tão necessários para um desenvolvimento humano saudável. Aqui, tem também de haver lugar para uma proteção equilibrada, para a marcação de regras e limites, para a preparação de uma autonomia progressiva e ajustada, e para novas experiências positivas.

Uma família com crianças está em permanente adaptação e descoberta sobre a melhor forma de as acompanhar e educar. Contudo, a sua tarefa, enquanto educadora, não está facilitada. Ninguém nasce ensinado, e as dúvidas são muitas porque os desafios do quotidiano são também cada vez maiores e diversificados. Nesse sentido, existem hoje programas de formação parental, livros especializados disponíveis e consultas de aconselhamento parental, aos quais os pais devem recorrer, sem qualquer constrangimento.

O jardim de infância. É outro local onde as crianças passam o seu tempo; muito mais até do que seria suposto. Também por isso, ele não deve ser um depósito de crianças mas sim um prolongamento do lar.

Um bom jardim de infância é aquele que estimula o desenvolvimento das crianças em todos os seus domínios – físico, emocional, cognitivo e social – de acordo com os seus interesses, as suas características e necessidades desenvolvimentais e pessoais; e o executa num ambiente seguro e de afetos espontâneos, não esquecendo a interação dinâmica e responsável com os educadores, as outras crianças, os materiais selecionados, e o espaço exterior.

O tempo passado no jardim de infância deve, portanto, potenciar oportunidades para o desenvolvimento saudável das crianças, com vários momentos de liberdade que as possibilitem de brincar ao faz de conta. Deverão ser estimuladas a aprender a brincar, a observar (atenção e concentração), a falar (linguagem e expressão), a criar, a resolver problemas, a serem autónomos, a conviver, a partilhar, a cooperar, a empatizar, a negociar, com comprometimento e autocontrolo emocional. Verbos que deverão estar sempre presentes e contribuir para a formação de uma autoimagem positiva.

No fim, os ensinamentos mais importantes que devem marcar a passagem das crianças pelo jardim de infância são a transmissão de três conhecimentos-chave:

1. Que elas são verdadeiramente competentes;

2. Que a escola é divertida;

3. Que as aprendizagens que fazem são sempre muito úteis e proveitosas.

As atividades extracurriculares. Existem também os programas extracurriculares, tais como, a música, o inglês, o judo, o yoga, a natação, os programas de desenvolvimento de competências para a aprendizagem, entre outros.

Estes programas ou atividades são também uma peça importante no processo da educação infantil, desde que sejam ajustados às características da criança e que não sejam em demasia. Cada um na sua área, no seu estilo e profundidade de envolvimento e conhecimentos, eles auxiliam no desenvolvimento das competências básicas da criança, importantes para alcançar o sucesso na vida pessoal, nomeadamente para o ingresso da vida académica. Portanto, avalie bem as potencialidades de cada atividade, tendo também em conta as necessidades e as preferências da sua criança.

Nesta área, a atividade extracurricular que O SEU IKIGAI dirige é o programa IKids. Trata-se de um plano de desenvolvimento pessoal, destinado a crianças dos 4 aos 7 anos, que se foca no desenvolvimento das competências emocionais, cognitivas e sociais, fundamentais à aquisição das aprendizagens da vida pessoal e académica. Sendo criado e desenvolvido por profissionais certificados da área de psicologia, este programa tem também como referência as orientações curriculares para a educação pré-escolar, lançadas pelo Ministério da Educação. Pela sua riqueza de conteúdos, é considerado mais do que uma atividade extracurricular comum. Trata-se de um programa pré-escolar de diferenciador, equilibrado e de extrema importância ao complemento da educação infantil.

Concluímos com uma mensagem consolidada e amiga:

Pensando no adulto que a sua criança se tornará, invista hoje numa educação infantil de qualidade, porque uma boa pré-escola produz benefícios a curto, médio e longo prazo que ultrapassam grandemente o custo inicial que poderá vir a fazer agora. É um gasto com um retorno muito agradável e compensador, tanto para si, como para ela.

Não se acomode às suas dúvidas, nem a serviços educativos medíocres.

Preparar corretamente a sua criança para enfrentar os desafios da vida exige uma dedicação que começa já hoje, agora, antes mesmo de ser iniciada a sua vida académica. Ajude-a a viver sucessos, e a superar os fracassos, através da aquisição de competências físicas, emocionais, cognitivas e sociais. Que ela aprenda a aprender, a fazer e a ser um ser humano feliz e de excelência!

O programa IKids, exclusivo d’O SEU IKIGAI, é um plano personalizado de desenvolvimento pessoal para crianças que trabalha competências básicas emocionais, cognitivas e sociais, necessárias às futuras aprendizagens escolares e de vida. Saiba mais sobre o IKids. E ofereça já o programa completo à sua criança.

Imagem I O SEU IKIGAI

#IKids