5 passos na escolha de histórias infantis


A leitura, considerada um “alicerce da sociedade do conhecimento”, pela União Europeia e por várias organizações internacionais (OCDE, UNESCO e outras) é, efetivamente, uma competência básica de desenvolvimento pessoal e social. Por isso, é tão importante que a criança ganhe o gosto pelas letras, pois só assim o processo de leitura será mais acessível e a criança mais bem sucedida na alfabetização.

No mercado nacional existem inúmeros livros destinados às idades pré-escolares, dos 3 aos 5 anos. Resta é saber quais são aqueles que vão efetivamente ao encontro dos interesses e das necessidades de desenvolvimento da sua criança.

Porque é que se torna tão importante fazer uma seleção acertada? Porque a criança só consegue aprender quando encontra um interesse nas coisas e lhe atribui um significado. Portanto, só os livros que lhe façam sentido é que conseguirão captar a sua atenção e disponibilidade para explorar o mundo das letras!

Mais! A impressão positiva que um livro deixa na criança leva-a à atração por novos livros. E, assim, de uma forma dinâmica, divertida e espontânea são criadas as condições necessárias para a preparar para a leitura e a escrita.

O que deve, então, ter-se em linha de conta, antes de comprar um livro infantil?

Mais importante do que ensinar uma criança a ler é incutir-lhe o gosto pela leitura.

1. O objetivo principal da escolha. Tenha sempre presente que o objetivo principal destes livros é cativar a atenção e a curiosidade da criança para o universo literário. Aprender a manusear os livros, a explorá-los, saber cuidar deles e dar-lhes valor, são grandes conquistas para estas idades. No entanto, para as crianças os livros são considerados brinquedos e é assim que devem continuar a ser vistos por elas.

2. As características da criança. A história deve sempre ir ao encontro da sua capacidade de compreensão. Por isso, tenha sempre em atenção a idade da criança, o seu estádio de desenvolvimento, o ritmo de aprendizagem e os seus interesses pessoais. Que interesses poderão ser estes?

  • Analise o tema da história. Considere temas com que a criança se consiga identificar, de alguma forma. Podem traduzir a sua rotina (a higiene, a hora de dormir, as refeições, etc.), as dificuldades que sente (o medo do escuro, as birras, a chupeta, o nascimento de um irmão, etc.) e os valores sociais (a amizade, a partilha, o respeito, as diferenças etnias, etc.). Outro tema interessante será a explicação dos porquês, como as coisas são feitas e como funcionam. Nestas idades, as crianças são bastante curiosas por tudo o que se passa à sua volta.

  • Procure ilustrações atrativas. Recorra a livros com imagens expressivas e apelativas para a criança. Normalmente, as história em que as personagens são uma referência para ela, despertam uma atenção mais rápida – Elsa Frozen, Doutora Brinquedos, Panda, Mickey e Minnie, dinossauros, animais preferidos, etc. No entanto, também há livros com muitos detalhes ilustrativos e que, desprovidos de palavras e de personagens de referência, são tão expressivos na sua dimensão visual e imaginária que se tornam um verdadeiro trunfo para o desenvolvimento linguístico, emocional e social da criança.

3. A construção literária. A linguagem das histórias para crianças deve ser de fácil compreensão, com acesso à imaginação e uma certa dose de beleza literária. Prefira frases curtas e palavras simples. Letras grandes, poucas legendas por página. Certifique-se que contém uma correta construção frásica e gramatical, sem erros ortográficos. Embora a criança ainda não saiba ler, lembre-se que os livros permanecem no tempo e as histórias ficam no ouvido. Saiba que a aprendizagem da linguagem ocorre pela repetição da linguagem que ouvimos.

4. O conteúdo da mensagem. Todas as histórias devem ser escritas numa base educativa. De alguma forma, devem referir valores sociais e explicar a importância de os respeitar. Verifique qual é a aprendizagem que a história quer transmitir à criança. Elimine os livros vazios de conteúdo.

5. A interação do livro. A interação que o livro oferece à criança também é muito importante para alcançar o nosso objetivo principal. Verifique se ela existe – magnéticos, autocolantes, texturas, abas, sons, cd’s auxiliares, fantoches de dedo, puzzles, jogos, marcadores, ou outros.

SOLICITE-NOS. Podemos sugerir-lhe alguns livros para crianças com idade pré-escolar, dos 3 aos 5 anos. Para isso, basta apenas que nos contacte através da página do nosso facebook ou através do nosso email descubra@oseuikigai.pt. Teremos todo o gosto em ajudá-lo.

O programa IKids, exclusivo d’O SEU IKIGAI, é um plano personalizado de desenvolvimento pessoal para crianças que trabalha as competências básicas emocionais, cognitivas e sociais, necessárias às futuras aprendizagens escolares e de vida. Ofereça já o IKids à sua criança.

Imagem I O SEU IKIGAI

#IKids